Algumas de nossas percepções da BETT Educar 2019.
✅ Na área de expositores, esperávamos encontrar muita coisa de AR e VR  no estilo BYOD e CardBoards mas a única aplicação que encontramos sobre esse tema foi o Merge Cube com a galera do @ctjmakerspace. Então, cola com as musas @soralina e @danilyra que é sucesso. E as aplicações que vêm por aí de Inteligência Artificial | Machine Learning que já estão sendo implementadas na educação? Temos que ver o que tem acontecido agora e já com o olhar para o futuro. Ainda sentimos a lacuna do que vimos no Brasil do que já é realidade em outras grandes feiras educacionais no mundo.
✅ Em tempos de economia sustentável achamos que a infinidade de material impresso durante o evento precisa ser repensada. Gente, será que todo mundo leva na mala aquele tanto de folder e bloquinho? Se você quer que o cliente fique com informações sobre o seu produto, que tal um recurso digital? Por que né… já é quase 2020. Ponto positivo para as sacolas sustentáveis ️pelo menos depois da feira se vc quiser ir ao mercado nunca mais vai precisar usar uma sacola plástica. E se estamos pensando em brindes, que tal uma experiência memorável? Ou até mesmo a sacolinha já com QR code para super conteúdos das empresas e instituições? Falando em experiência, o Stand da Faber Castell bombou com filas para as experiências mão na massa que estavam proporcionando. Curtimos olhar pelos visores de fora do Stand o que estava rolando de desafio com os participantes lá dentro.
✅ A feira está cada vez mais robusta. Parece o salão do automóvel da educação privada brasileira, é sistema de ensino para tudo quanto é lado e eles dizem ter solução para tudo quanto é problema da sua escola. Mas pra gente aqui do Amplifica maior exemplo de grande e robusto é uma secretaria de educação. Vale lembrar que 85% dos alunos brasileiros pertencem a esse sistema. E fica aqui o nosso reconhecimento para o stand da Secretaria de Educação de Recife. Em meio a tanto led e cores dos Stands das editoras e sistemas privados eles estavam lá, mostrando como se faz educação para 500 mil alunos com pelo menos 30 mil educadores. Foi show demais ver a coragem dessa galera em mostrar qualidade de entrega acadêmica no sistema público em meio a tanto holofote e aqui no Amplifica a gente tem muito orgulho do trabalho que desenvolvemos junto à OiFuturo no Nave Rio e Recife e nos projetos com a Fundação Lemann.
 ✅ Outro super destaque pra gente foi o stand da Rede brasileira criativa de aprendizagem. Eles levaram um  MakerTruck e do lado de fora faziam experiências incríveis com Scratch.  Alguns super parceiros nossos estavam por lá cola com o  Alexandre Ikuhara e outros dos nossos amigos educadores inovadores porque ideia  boa é o que não falta.
 ✅ A gente bateu um super papo sobre o “Professor 4.0 e Lifelong Learning” com a Ana Maria Menezes no stand da Kanttum.
Então vamos falar um pouquinho sobre isso… Cadê a formação de professores, minha gente? Encontramos pouquíssimos stands que tratavam sobre o tema. É claro que houve sessões na conferência e trilha para gestores, mas estes exigiam ingressos que eram impeditivos para educadores que estão em sala de aula ou no contexto das escolas públicas. E a gente ficou se perguntando: muito legal a iniciativa de usar novas metodologias de ensino, kits Maker, explorarmos o bilinguismo, aplicativo X, Y, Z, câmera que monitora a grau de satisfação do aluno durante a aula, sala de aula 2030, cadeira ergonômica para o aluno, livro bacana para o aluno… mas e o professor? Ele tá preparado para isso tudo? E se ele não estiver? Quem vai preparar esse professor? Quantas horas de capacitação serão necessárias para desenvolver todas essas competências e habilidades que estavam sendo exploradas nos stands? E que horas o educador vai fazer isso com o final de semana já tomado para corrigir provas, preparar aulas, ficar com a família e ainda estudar uma novo metodologia? Será que as soluções apresentadas na feira resolvem realmente os problemas que enfrentamos todos os dias na sala de aula? Será que estamos lembrando que professor dá em média 10 aulas por dia e tem que ter dois empregos para sustentar a família? Sempre um desafio complexo para se equacionar, mas que tem que ser abordado se quisermos avançar em qualquer proposta pedagógica.

E não nos leve a mal. Super curtimos a BETT e continuaremos a frequentá-la porque há um encontro lindo de vários players ligados à educação, inclusive nossos amigos educadores e parceiros, mas sim, fica aqui nossa maior reflexão e sempre nosso causa. É preciso investir em educação, principalmente na formação do professor, caso contrário, o seu sistema, o seu livro, a sua metodologia, o seu kit, a sua sala maker não será utilizada em todo seu potencial. Será só mais um investimento sem retorno se toda a compra e solução que encontrarmos para a escola não for analisada de forma sistêmica, tendo a visão mais abrangente das equipes educacionais. E fica também um alerta para os gestores, antes de fechar qualquer compra ou contrato, leve para a equipe pedagógica e deixe-os analisarem as propostas do ponto de vista acadêmico e as opções. A sua visão pode mudar e ampliar, e novas oportunidades que farão a diferença para o seu contexto educacional poderão surgir.

conheça o autor

Carla Arena

"Ter idealizado o Amplifica e vê-lo impactar a vida de educadores e líderes educacionais é o que nos impulsiona a levantar todas as manhãs sempre buscando soluções inovadoras e significativas para ajudarmos a educação no país a ser cada vez mais conectada ao mundo, aos alunos e educadores. Amplificar é transformar desafios e soluções."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja mais

artigos

Não posso agora! Tenho que fechar as notas

Não posso agora! Tenho que fechar as notas

13 de julho de 2021 . Por Rodrigo Baglini

O fim de um semestre está chegando e com ele a corrida frenética para alimentar o GRANDE IRMÃO (apelido carinhoso do sistema na escola que trabalho).

Saiba mais
Espelho, espelho meu, me diga quem sou eu?

Espelho, espelho meu, me diga quem sou eu?

6 de julho de 2021 . Por Célio Manfré Filho

Ei, você aí. Sim, você mesmo! Já se olhou no espelho hoje? Olhar-se no espelho nem sempre é uma tarefa […]

Saiba mais
Mostra do conhecimento do professor ou dos alunos?

Mostra do conhecimento do professor ou dos alunos?

22 de junho de 2021 . Por Rodrigo Baglini

Se é uma mostra, vamos mostrar! Quase 21 horas e ainda me encontro aqui na escola, eu e a dona […]

Saiba mais

2020 | Site por Oni Design de negócios

Share via
Copy link
Powered by Social Snap