COVID19 | Priorizando conexões humanas quando a distância é a nova norma

Por Eduardo Aquino · 16 de abril de 2020

Os decretos e medidas sendo tomadas de isolamento é uma decisão dolorosa. Claro que todos sabemos que são medidas e decisões necessárias para o bem comum e para a saúde de toda a população brasileira. É doloroso esse período de isolamento em todos os âmbitos, mas falo especificamente na educação. Não só pode ocorrer uma potencial perda de tempo de aprendizado, com possíveis efeitos duradouros, mas porque do real papel que as escolas têm de servir alunos diariamente. Servir, vai além do suporte físico que a escola oferece (lugar seguro, comida, etc.), as crianças também da interação com seus pares e adultos atenciosos para o desenvolvimento. Fazer o esforço para continuar engajando os alunos, mesmo que remotamente, vale muito a pena, e para alguns, pode até ser um refúgio ou salva-vidas. Em tempos que requerem distância, como assegurar conexões interpessoais e emocionais continuamente através das nossas comunidades de aprendizado? 

Como priorizar as conexões humanas quando a distância é a nova norma?

Entre alunos e professores

A conexão que o aluno sente com o professor é essencial para a perseverança, satisfação, motivação e afeto. Porém os alunos avaliam menor presença do professor no ensino online. Checar e definir metas 1:1 com o aluno, principalmente através de vídeo ou áudio, vai fazer que seu aluno se sinta mais conectado e uma relação mais pessoal com você. Um follow-up de uns 5 minutinhos para cada aluno já faz diferença.

Entre alunos

Gestores e professores também devem considerar como eles tratarão de aprofundar colaboração, suporte e diálogos em pares dos alunos. Boards de discussão em ferramentas digitais, discussões em grupo via vídeo, check-ups diários de aprendizados em pares, tem várias estratégias a se pensar para os alunos continuarem a se engajar socialmente. 

Entre professores

Até no melhor cenário institucional possível, é um desafio fazer com que os professores trabalhando remotamente também não se sintam isolados. Gestores escolares devem achar um meio dos professores se conectarem profissional e socialmente. Abrir canais para que compartilhem recursos educacionais, por exemplo, pode ser interessante no Hangouts ou abrir canais de comunicação em ferramentas de comunicação institucional, como o Slack. 

Precisamos assegurar o entendimento da conexão dos alunos. Perseverar durante o aprendizado independente requer que eles se mantenham focados nas metas e entendam a relevância do trabalho que está sendo feito. Mais do que nunca, cada estudante precisa articular claramente o que precisam fazer e porque, além de conexões com ferramentas e recursos de aprendizagem. O planejamento de aprendizado individual é uma ferramenta essencial tanto para os alunos, quanto para os professores.

A gente sabe que o momento exige uma resposta rápida de educadores, gestores e instituições. Por isso, preparamos um combo que inclui o curso Facilita aí – com estratégias para engajar os alunos em atividades criativas no online e o Master Classroom, um mergulho no mundo do Google Classroom para além da sala virtual. Afinal, o Amplifica ON nasceu para que, mesmo a distância, estejamos sempre #juntosonline.

Quer saber mais sobre os cursos? Clique aqui e vem com a gente inovar no ensino online. Mas corre porque as vagas são limitadas!

conheça o autor

Eduardo Aquino

"Estar no Amplifica é dar minha contribuição para a educação. "

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja mais

artigos

Mostra do conhecimento do professor ou dos alunos?

NÃO quero a MIGALHA, quero o BOLO!

7 de setembro de 2021 . Por Rodrigo Baglini

Já escrevi sobre muitas angústias de professores e professoras aqui no blog, aflições de notas, planos de aula, mostra do […]

Saiba mais
Blogpost Rodrigo Baglini

Após mais de um ano “offline” começo a ficar “online” novamente!

17 de agosto de 2021 . Por Rodrigo Baglini

Segunda-feira, o despertador tocou às 5h30, a cama me empurrou como se não houvesse os dez minutos de soneca que, […]

Saiba mais
Não posso agora! Tenho que fechar as notas

Não posso agora! Tenho que fechar as notas

13 de julho de 2021 . Por Rodrigo Baglini

O fim de um semestre está chegando e com ele a corrida frenética para alimentar o GRANDE IRMÃO (apelido carinhoso do sistema na escola que trabalho).

Saiba mais

2020 | Site por Oni Design de negócios

Share via
Copy link
Powered by Social Snap